Acordar de Manhã

Cerca de 447 frases e pensamentos: Acordar de Manhã

[...] Viver essencialmente dentro de mim é muito vasto, eu queria ir mais além, acordar de manhã e beijar o sol, levantar da cama e sentir o vento me abraçando, dá os primeiros passos no dia e ter a certeza que tudo vai dar certo ao final dele. Queria não sentir medo, queria que a tua mão me segurasse sempre, eu preciso dela, queria não correr nenhum risco. Mas não é bem assim e eu preciso ter consciência disso, preciso me acostumar com isso, mas pelo menos eu tenho muito mais que muita gente tem e desejo menos do que quase todo mundo deseja. Leva tempo, não sei quanto eu ainda tenho, mas demora um pouquinho até que eu chegue ao último degrau da escada, e olhe para baixo, mas quando eu chegar lá concerteza vou sentir aquele orgulho, pois sei que fui capaz de caminhar mais do que eu pensava e subir mais do que eu podia, e saberei que se tudo tivesse sido perfeito eu não teria aprendido tanto.

Pedro Hugo

"Acorde sorrindo, pois um simples sorriso na manhã mais linda pode evitar um choro na mais triste noite."

Rafael Valladão Rocha

Quero um porto seguro que eu possa atracar o meu barco sem medo de naufragar. Acordar em uma manhã qualquer e sentir todas aquelas borboletas livres voando no meu estomago. Ser capaz de sorri um sorriso sincero e amplo de tal maneira que contagie toda a sala. Que as mentiras alheias não destruam a nossa sensibilidade de acreditar no outro. Que a rotina atrelada à correia do dia, nos reserve tempo para abraça e beijar os amigos. Que sejamos fieis a quem nos ama de verdade, não só um dia mais a vida inteira, pois serão eles que estarão do nosso lado e nos abraçaram bem forte quando o chão ameaçar tremer sobre os nossos pés. A vida segue como uma estrada sem que pare nas curvas. Aqui e ali, em todo lugar, trememos na base, amigos precisam partir, tem a chegada e a despedida, as pessoas vêm e vão, e um pouco de nós também vai é inevitável, porque dizer adeus ou um até logo doe e não é pouco. Se adaptar a um novo roteiro não é fácil para aqueles que amam, especialmente quando se ama ao Maximo. Mas quantas pessoas tem chegado tão perto?

LeilaCardoso

Hoje acordei mais solitário do que nunca. Fiz café da manhã para dois mas a segunda pessoa não apareceu. Enquanto me vestia, olhava para aquelas almas emolduradas que um dia já estiveram do meu lado e agora vivem na minha estante. Nos meus olhos se cria uma barreira invisível que impede que minhas lágrimas caiam, enquanto na minha cabeça a frase "você está sozinho", fica se repetindo sem parar.

Escrava da insônia

Ser forte é ir para a cama DORMIR chorando e acordar de manhã com um sorriso.

Giovanna bells

Quero seu amor por toda vida;
Acordar ao seu lado em cada manhã;
Te olhar sorrindo e te chamar de minha menina;
Largar essa vida de bon vivant;
Te levar café na cama;
Passear de mãos dadas;
Ouvir você dizer que me ama,
Sob uma noite enluarada;
Te dar vários filhos;
Envelhecer ao seu lado;
Ver as crianças brincando felizes;
Ter a certeza de ser amado;
E no final das contas;
Lembrar do tempo de mocidade;
Ver que foi uma vida bem vivida;
E saber que VOCÊ é a razão da minha Felicidade.

Wlisses Vibration

"É com ele que eu quero ver o sol nascer todos os dias, acordar de manhã para louvar nosso senhor, o que foi nos dado. E que nossas crianças saibam o verdadeiro valor da vida."

Andrezza Menezes

NADA MELHOR QUE ACORDAR DE MANHA AO SOM DE UM BELO FOGUETE...7:45 a.m

Nilmar Roberto Nogueira

Quero poder te dizer Eu te Amo toda manhã assim que acordar , assim que sair , assim que voltar , assim que deitar e assim que sonhar !

Peterson Ferreira Rocha ( Peterson Knowles )

Timidez

Acordo de manhã pensando em você
Esfrego os olhos querendo que a timidez
Saia junto com a areia do sono

Enquanto me preparo pro dever diário
Me deparo com um tipo raro
De esperança surgindo lá no fundo

Começo a achar que hoje é diferente
Que a gente pode se encontrar
Daí seguir em frente junto

Crio na minha mente o discurso
Que diria se te visse e tivesse
A coragem necessária pra dizer tudo

"Te amo" eu diria em forma de canto
Com meu jeito demasiado romântico
Diria que você é meu mundo

A cada segundo me surgem idéias
A cada idéia me surgem mais motivos
Pra te dizer hoje que te amo

Saio de casa confiante, revigorado
Pela minha própria auto-estima elevada
Dizendo a mim mesmo "Hoje eu acerto"

Ando tranquilo pela calçada, pensando alto
Quando surge do outro lado da rua
Quem está nos meus pensamentos desde cedo

Ela me vê de longe, sorri pra mim
O suficiente pra me deixar sem ar
Iluminou a rua inteira, com um sorriso

Eu chego perto, esqueço do discurso
Te dou um beijo no rosto, um abraço
Você me diz: "Oi, tudo bem?"
Hipnotizado, digo apenas: "Tudo".

Fabricio Henrique

Que a cada manhã a sua coragem acorde bem juntinho de você, sorria pra você, e a convide para viverem uma história toda nova, apesar do cenário aparentemente costumeiro.
Tudo é questão de tempo para que os ventos levem as mágoas e tragam um novo motivo de ser feliz.

Professor Galvão

Só quero ter a liberdade de acordar de manha e conseguir fazer tudo o que eu quiser..ou então dormir até mais tarde e não fazer mais nada...

Felisa Garcia

A menina qeu fabricava pensamentos

Naquela manhã, a menina que fabricava pensamentos acordou triste outra vez. Sentia uma tristeza que lhe era alheia, pois parecia mais pertencer a outra pessoa. Como os amigos costumavam dizer, a tristeza não combinava com ela. Contudo, naqueles dias, perecia ser uma velha amiga.

Ela continuou deitada, escutando o pipilar distante dos pássaros. Noutras manhãs, teria apreciado com um copioso encantamento aquela melodia ritmada. Agora, no entanto, os cânticos passavam despercebidos pelos seus sentidos, sem deixar registrada uma nota sequer, como se fossem parte de uma sinfonia muda que, embora fosse ouvida, não podia ser sentida. O sentimento malogrado era fruto de um pesadelo que a menina tivera durante a madrugada de dias atrás, um pesadelo que não nascera para ser pesadelo, pois sempre tivera a aparência de um sonho, um conto noturno recorrente, que sempre lhe arrancara sorrisos. Naquela madrugada, entretanto, quase a levara às lágrimas.

Ponderava se não teria sido um pesadelo dentro do sonho, algo de uma dimensão além, da qual ela pudesse fugir ao acordar. Seria possível sonhar enquanto se já estava sonhando? Era uma ideia na qual a menina teria acreditado com todas as forças, não fosse a nitidez do vívido pesadelo, que teimava em permanecer em seus pensamentos. Depois de muito tempo - ou seria tempo nenhum? - ela sentou-se na cama. Descalça, caminhou até a janela e abriu-a.

O dia lá fora cumprimentou-a com uma saborosa lufada de ar, que veio numa temperatura perfeita, nem quente, nem frio. Acariciou o seu rosto e, em seguida, invadiu com despreocupada indiscrição o quarto atrás dela, tomando conta de todo o ambiente. A menina sentiu com prazer o seu cheiro adocicado, e, por um momento, um breve momento, pode apreciar a gloriosa manhã. Depois, o pesadelo.

Agora, assomado à tristeza incomum, sentia também uma fagulha de raiva. Porque, incrivelmente, sentia saudade do que a levara ao anseio do choro, sentia falta do seu pesadelo mascarado, do sonho que, agora ela percebia, nunca fora sonho. Que sutil e cruel ironia: a vertigem que nutria a sua tristeza era também um horizonte, que suscitava a sua saudade.

A menina olhou para baixo e vislumbrou uma ruela movimentada. As pessoas do lugar costumavam acordar muito cedo, e saiam de suas casas muito cedo, como se quisessem disputar com as primeiras luzes da alvorada uma corrida imaginária.

Um homem que ia passando acenou para a menina. Quase no mesmo instante, uma mulher que levava o filho para escola fez o mesmo. A menina ensaiou um sorriso, mas não teve muito sucesso. As pessoas pareceram estranhar. Em seguida, outro homem, de passagem, a cumprimentou, e depois mais outro, este acompanhado por sua esposa e filha. A garotinha sorriu para a menina debruçada sobre o parapeito da janela, que retribuiu o gesto com um aceno desanimado.

Então, a garotinha puxou a beirada da blusa da mãe, que parou e se virou para ela. Do segundo andar de sua casa a menina não pode escutar, mas soube no mesmo instante que a garotinha falara alguma coisa a seu respeito, porque, no momento seguinte, sua mãe e seu pai pararam e, girando nos calcanhares, ergueram a cabeça para olhar para ela. Ali ficaram os três, pai, mãe e filha, encarando a menina que fabricava pensamentos, ambos num silêncio caudaloso, quase tangível.

Então, a garotinha perguntou:

- Por que você está triste?

Ao que a menina respondeu:

- Um pesadelo que usava a máscara de um sonho. Costumava me fazer sorrir. Algumas noites atrás, a máscara caiu e ele quase me fez chorar.

- Não fique assim. Você sorri para mim todas as manhãs; não gosto de vê-la assim triste.

- Fui uma tola. Encantei-me com a beleza de uma rosa e não vi os seus espinhos; acabei me machucando.

Desta vez, quem falou foi o pai da garotinha:

- Menina que fabrica pensamentos, todas as noites você nos ensina algo novo com as suas mensagens de amor, amizade, alegria, fé... você sorri e vem nos cativando há muito tempo, e quando chora, sempre é de alegria. Esse semblante de tristeza não lhe cai bem.

- Ultimamente, parece fazer parte de mim - respondeu a menina por fim.

Mais pessoas foram passando e parando em frente à casa de Nº 14, onde morava a menina que fabricava pensamentos. Em poucos minutos, a ruela estava ocupada por uma pequena multidão. A menina continuou a observar as pessoas que se juntavam em baixo de sua janela, olhando para ela num silêncio expectante, como se esperassem dela um sinal de que a sua alegria voltaria ou então o seu próprio dia não seria feliz. Quis sorrir em resposta, mas sentiu que apenas os enganaria e a si própria. Se seus pensamentos fluíssem como sempre haviam fluído - ao mais tenro de seus estímulos - a menina diria algo que abrandasse a aflição nos olhares lá embaixo. Contudo, nem mesmo uma palavra se articulava. Era como se os pensamentos, em protesto por sua tristeza, tivessem decidido acompanhar o coro silencioso das pessoas ali em volta.

De repente, a menina reparou em uma movimentação à sua esquerda. Algumas pessoas se afastavam para os lados, dando passagem a uma terceira pessoa. Achou que o movimento se assemelhava ao do mar: uma ondulação cadenciada se afastando do pondo onde a ruela fazia esquina com uma alameda e seguindo num ritmo consistente, decisivo, rumando para a margem do oceano, para a sua casa. Lá chegando, a menina pode ver de quem se tratava.

Era o filho do dono da alfaiataria que funcionava ali perto. Ele, que poderia ter a mesma idade que ela, se destacou da multidão e começou a escalar a parede lateral da casa, a mão direita fechada num gesto esquisito, o punho enrijecido e meio torto para dentro, como se estivesse quebrado. A menina observou-o apenas, sem expectativa de saber ou entender qual era a sua intenção. Quando ele empoleirou-se na frente de sua janela, o gesto dele surpreendeu-a.

Na mão direita, surgiu uma rosa, que estivera escondida por trás do punho que parecia quebrado. Ele entregou-a à menina sem fazer delongas, e disse sem rodeios, olhando-a com um meio-sorriso:

- Gostaria de lhe dar isso, para que você veja que nem toda rosa tem espinhos e que, apesar dos sonhos ruins que possam lhe causar o choro, haverá sempre quem escale paredes, só para te fazer sorrir novamente.

A menina registrou cada palavra do garoto, mas as suas próprias pareceram se tornar estranhas à sua percepção, e ela não pode pronunciar nenhuma. Muito distante dali, pássaros continuavam a cantar.

Jordan César

Entregue-se ao amor, viver sem ele é como acordar pela manhã e não ver o céu azul anunciando que o sol fará um novo espetáculo.

Tuca Neves

Mas toda manhã que acordo, sorrio pra você. Você não vê ?

Gabriela Borges

Hoje ao acordar pela manhã olhei Para o espelho
E vi o sofrimento correndo pelas minhas veias

O meu rosto mostrava um semblante totalmente despedaçado
Meu corpo já não era mais o mesmo

Percebi o tempo perdido
Meu coração já não agüentava tanta pancada

Sinto meu corpo mais leve
Como se o tempo tivesse mim encontrado;

Eis que to a porta e bato

A tristeza e a solidão mim convida
Para fazer parte do grupo dos desesperados

Não sei o que e carinho
Pois mim sinto tão sozinha

Não sei o que e amor
Eu sinto tanto rancor

Não sei o que e paixão
Sinto um dor no meu coração

Mim deu carinho mim deu tanto amor
E hoje sinto falta do que já se passou.

Francisco jose filho "O amante na Arte da Poesia"

Historias ruins, comidas extremamente doces, maquiagem borrada, acordar cedo em uma manhã chuvosa… São coisas realmente desagradaveis. Mas não as odeio, eu odeio você. Odeio como odeio as segundas feiras. Te odeio como odeio o meu antigo professor de matematica. Te odeio como as flores. Te odeio como amo esse ceu azul limpinho. Te amo como amo um bom banho gelado no verão. Te amo mais que tudo.

Mary Bloom

Acordas de manhã a pensar no que fizeste ontem; Levas o dia a pensar no que farás amanhã, quando o que tu fazes... Hoje... é o que realmente importa!

Virginia Marrachinho

Feliz é aquele que sabe abrir os olhos quando acorda, enxergar sempre a manhã numa nuance mais exata.

Mario Quintana

Sinto falta dos dias que minha maior preocupação era acordar de segunda a sexta as 6h da manhã... Hoje minha maior preocupação são todos as horas do dia!

Thales Emanuel