Abandonado

Cerca de 160 frases e pensamentos: Abandonado

Tudo o que pode substituir-se com facilidade pode ser abandonado mais facilmente ainda.

Alexandre Dumas (filho)

É quase impossível esquecer o menor abandonado ,nossas dívidas ,o racismo,as guerras... Mas graças à Deus, existe sempre a música

Renato Russo

Por tanto ter sido deixado pra trás,
aprendeu a dizer adeus
antes de ser abandonado outra vez...

Augusto Branco

É uma maravilha eu não ter abandonado todos os meus ideais, que parecem tão absurdos e pouco práticos. Se me prendo a eles, porém, é porque ainda acredito, apesar de tudo, que as pessoas têm bom coração.

Anne Frank

Emprestai aos pobres e pedi emprestado aos ricos, que logo sereis abandonado por uns e por outros.

Muslah-Al-Din Saadi

Se existe uma solidão em que o solitário é um abandonado, existe outra onde ele é solitário porque os homens ainda não se juntaram a ele.

André Malraux

O homem tem mãos para alcançar as estrelas e não consegue alcançar o menino abandonado do outro lado da rua.

Ivone Boechat

O que aprendemos com a amarga experiência é que essa situação de ter sido abandonado à própria sorte, sem ter com quem contar quando necessário, quem nos console e nos dê a mão, é terrível e assustadora, mas nunca se está mais só e abandonado do que quando se luta para ter a certeza de que agora existe de fato alguém com quem se pode contar, amanhã e depois, para fazer tudo isso se - quando - a roda da fortuna começar a girar em outra direção.

Zygmunt Bauman

O homem é o único ser que, ao nascer, nu sobre a terra nua, é abandonado ao vagido e ao pranto; e nenhum animal é mais propenso às lágrimas do que ele, desde o início da vida.

Plínio

Se um homem não trava novos conhecimentos ao longo da vida, vai em breve sentir-se abandonado. Um homem, senhor, deve manter as suas amizades sob constantes cuidados.

Samuel Johnson

Confissões de um menor abandonado

Eu sei que sou culpado, não tive a capacidade de assumir a administração da minha vida, não fui capaz de controlar as emoções infantis nem consegui equilibrar-me sobre os obstáculos que herdei da sociedade. Até que me esforcei! Olhei para a vida de meus pais, porém, os desentendimentos do casamento falido nublaram os tais exemplos de que ouvi falar, só falar.

Não tive o privilégio de me aquecer no meu próprio lar, porque lhe faltou a chama do amor, sustentando-nos unidos. Cada qual saiu para o seu lado. Na confusão da vida me perdi.

Candidatei-me à escola. Juntei a identidade civil ao retrato desbotado, botei a melhor farda de guerreiro, entrei na fila. Humilhado por tantas exigências, implorando prazos, descontos e vaga, me sentei num banco escolar, jurei persistência, encarei o desafio.

- Joãozinho, você não sabe sentar-se?
- Joãozinho, seu material está incompleto.
- Joãozinho, seu trabalho de pesquisa está horrível.
- Joãozinho, seu uniforme está ridículo.

A barra foi pesando, fui sendo passado pra trás e vendo que escola é coisa de rico. Um dia, me arrependi, mas a professora se escandalizou das faltas (nem eram tantas!) e disse que meu nome já estava riscado, há muito tempo. O que fazer? Dei marcha à ré ali e, olhando a turma, com vergonha, fui saindo.

Moro nas marquises, debaixo da ponte, nas calçadas e não moro em lugar nenhum. Tenho avós, pais, irmãos e primos, mas não tenho família. Tenho idade de criança e desilusões de adulto. Minha aparência assusta as pessoas e nada posso fazer. A cada dia que passa, estou mais sujo, mais anêmico, mais fraco.

Sou um rosto perdido, perambulando, em solo brasileiro. Na verdade, nos chamam de menores, todavia, somos os maiores desgraçados.

Vendo balas num sinal de trânsito que muda de cor a cada minuto. Quando o sinal fica vermelho, os carros param, meu coração dispara. Para nós, menores abandonados, o vermelho do sinaleiro é a cor da esperança.

Extraído do meu livro Escola Comunitária-4ª.ed

Ivone Boechat

A FÁBULA DO PÁSSARO SOLITÁRIO
Era uma vez, um pássaro triste e solitário. Ele fora abandonado e vivia só no seu ninho.
Em um dia especial, ele encontrou uma linda fêmea da espécie. Se conheceram, conversaram,
sorriram juntos, mas... no fim da tarde, ela se foi. Ela não era só - tinha outros pássaros para
cuidar. Ele então voltou pro seu ninho e seguiu sua vida monótona e triste. Mas nunca tirou ela
do pensamento. Nutria, dentro de si, a esperança de um dia revê-la. A vida seguia como tinha que seguir.
Ele saia, se divertia, cantava, mas... não conseguia tirar da cabeça a fêmea que mexeu com seu coração.
Muito tempo se passou, e, um dia, sem ele menos esperar, eles se reencontraram. E, aquele dia, que
tinha tudo pra ser mais um dia comum, de repente, transformou-se no dia mais lindo de sua
vida.
Foi como ele sonhara. Grande, denso, lindo, apaixonado, louco e, acima de tudo, inesquecível.
Mas - antes que ele pudesse dizer pra ela o quanto ela era importante pra ele -, outra vez, ela se foi.
Ele, então, voltou pro seu ninho. Mas, definitivamente, não era mais um pássaro triste. Aquela fêmea mexeu
com ele. Com seu coraçãozinho. Ele agora tinha um motivo pra viver e sonhar. Ela fez ele ver que nem tudo estava perdido.
Que, no mundo, ainda existe amor. E que, mesmo sem possuir, se pode tirar de uma vida motivos pra ser feliz.
E ela deu a ele mil motivos pra ser feliz!
A vida, os compromissos e afazeres os afastaram. Eles nunca mais se viram. O tempo passou, mas, não importava o que
estivesse fazendo ele, dormia e acordava pensando nela.
Com o tempo, ele tentou, por várias vêzes tira-la do pensamento. Mas, viu que era um êrro tentar tirar tirar da cabeça
o que já estava no coração.
Passaram se vários dias - na cabeça dele, anos -. Ela, certamente, nem lembrava mas dele. Mas, pra ele, aquilo não importava. O importante é que
ela já fazia parte do seu mundo. Mesmo longe.
E, numa tarde fria e sonolenta, outra vez, o destino resolveu aproxima-los. Depois de muito tempo, ela, de repente, apareceu em seu ninho.
Foi como um sonho. Na verdade, ele sonhava com aquele dia. Ela estava linda, como seu sorriso.
Eles falaram muito pouco. Não havia muito a falar.
Mas se entregaram como loucos. Ela parecia mais ansiosa. Ele queria prolongar aquele instante... Queria que aquele momento fosse eterno, mas ela
não conseguia segurar todo o desejo que escoria de seu corpo. Queria dar pra ele todo o desejo guardado em sí. E eles explodiram num gozo louco e
apaixonado. Como da primeira vez. E como da primeira vez, ela se foi, deixando para trás - dessa vez - um pássaro feliz e apaixonado. Moral da história:
tudo o que ele queria era roubar-lhe um sorriso e ver estampado em seu rosto toda a felicidade do mundo. Porque, no fundo - ele sabe - ela também se
sente - por vêzes - triste e só.

Ediel

Hoje o que se semeia é o medo, a paz foi esquecida, o amor abandonado e a manipulação defendida!

Anderson Menger

Eu quero ser inconsequente e tão livre quanto abandonado, simplesmente não suporto a maneira como alguns acham que podem salvar os outros, como poderiam?

OrgasticDeath.tumblr.com

A pior solidão não é aquela que você fica só, e sim aquela que você é deixado só

Carlos Silva

Passarinho Abandonado

Passarinho abandonado vivia a chorar no
ninho pensando o amor reencontrar. Como nada
acontecia saiu para procurar. Descobriu o
amor próprio, hoje canta sem parar.

Ana Stoppa

A minha solidão ninguém quer ouvir
A real, parceiro, tá ruim de cair
Minhas amizades se foram pra sempre
Só vejo nuvens negras a minha frente
Faço uma prece, olho pro céu
Não sou do tipo pra quem tiram o chapéu
Então sigo anônimo
Com um buraco no peito
Do que sinto mais falta nem eu sei direito

Peço a Deus que eu não me sinta tão sozinho
Afinal não passo de um menino
Esta tarde comi um resto de marmita
Agora a noite o viaduto vai me dar guarida
Cachorros lambem as minhas mãos
E é a sensação mais reconfortante do Universo
Meus medos são reais
Não é um iPhone que eu peço

Olho a minha volta e vejo um país saqueado
Roubo, corrupção, doença e morte pra todo lado
As pessoas passam apressadas com olhos embaçados
Correm atrás do que não pode ser alcançado
Num país de ladrões estratosféricos
Quem é culpado é quem roubou um remédio
Ainda que ele venha numa garrafa de pinga
O importante é que mais uma noite se sobreviva

Enquanto essa roda de injustiças gira implacável
A qualidade de vida está ficando deplorável
A moral é negociável
E a vergonha na cara não é retornável
Me sinto perdido, minha cabeça gira
Os questionamentos na minha mente fazem fila
Ouço o som dos pneus dos carros passando
Esta noite o frio está cortando
Enquanto tento me cobrir com um pouco de papelão
Quase ninguém dá valor ao seu ‘king size’ colchão
Reclama dos itens de série do seu novo carrão
E lamenta que este mês não vai viajar de avião
Critica o tempero, a demora, tudo na sua refeição bacana
E as barrigas vazias do mundo sequer te encanam
Passa alheio pela vida, não olha ao redor
Lustra os sapatos e engoma o paletó

Então aqui vai um conselho de um menor abandonado
Olhe para tudo na sua vida e diga: muito obrigado
Por mais que você pense que sabe o que é sofrimento
Te pergunto: alguma vez já dormiu ao relento?
Então levanta tuas mãos pro céu e faz uma reza
Não pede por ti porque você já tem demais
Pede por teus irmãos que não sabem o que é paz
Lembre-se que enquanto você espera sua pizza
Crianças morrem de inanição, então não fale de depressão
Cogite sequer dividir o pão!
Aqui vai um conselho de um menor abandonado
Olhe para tudo na sua vida e diga: muito obrigado!

joana paes

NAS SINALEIRAS

ESSE MENINO TÁ DESNUTRIDO,
AQUELE OUTRO JÁ FICOU TORTO.
ESSA MENINA CAIU NA VIDA.
NO CHÃO TÁ MORTO MAIS UM GAROTO.

PELO ESPELHO, NO SINAL VERMELHO,
AMARGURADOS E DE OLHOS ARMADOS
É QUE SE VER DE PERTO,
É QUE SE VER MELHOR
OS NOSSOS AMARELADOS MEDOS.

OH TEMPO TRÁGICO,
O QUANTO O HOMEM É VÃO!
CHÃO DE CRIANÇA É UM TAPETE MÁGICO,
LUGAR DE CRIANÇA É NUM MUNDO SÃO.

José Felice Cunha Deminco

Tem gente que me faz gostar das coisas que eu sempre achei um saco.
Tem gente que manda mensagem no meio da madrugada falando que lembrou de mim.
Tem gente que faz falta, que some, e quando aparece, aparece trazendo flores amarelas, porque deduziu que eu amo amarelo por causa da cor da minha bolsa.
Tem gente que não tem o que dizer e beija.
Tem gente que aprecia abraços.
Tem gente que tem medo de gostar de verdade.
Tem gente que se declara por Whats App.
Tem gente que ta me cansando.
Tem gente que não some de vez.
Tem gente me deixando confusa.
Tem gente me deixando louca.
Tem gente me passando confiança.
Tem gente ocupando espaços.
Tem gente admirando o colorido da minha maquiagem dos olhos.
Tem gente que não se rende.
Tem gente que me dá medo.
Tem gente que me da raiva.
Tem gente que me deixa em paz.
Tem gente achando que eu sou capaz de fazer alguém feliz. Tem gente apostando em mim.
Tem gente que não me passa confiança.
Tem gente que eu matei dentro de mim.
Tem gente que eu quero que suma.
Tem gente se afastando.
Tem gente me abandonando.
Tem gente me acolhendo.
Tem gente que não se importa com as diferenças.
Tem gente tentando ser feliz.

Janicarla Nascimento

Eis os que te abandonai, Filho meu, eu os jugarei pela tua fidelidade á eles, só eu sei de teu coração aflito, da tua alma inquieta, mas estou aqui, porque você me aceitastes, e eu ei de lhe mostrar, que o que eu faço é para que sejas tão forte quanto fui ao ver meu filho na cruz. Então logo, verás que, os abandonados e sofridos, serão exaltados, serão como você, Filho meu, um servo sem ser, mas com fé e sabedoria, para que a vida seja plena, próspera de riqueza em felicidade, e que tua fidelidade e paciência, continue Filho, a ser este Homem, e não esmoreça, tua vitória vai chegar.

Num papo com Deus.

Stéfano Avelino