A Saudade Aperta

Cerca de 10432 frases e pensamentos: A Saudade Aperta

A saudade é um lembrete de quem é realmente importante.

Amanda Santos

Numa profunda tristeza,
Afogo-me.
A tua ausência faz me pensar,
Chorando, lágrimas de saudade.
Saudade do que não vejo.
Mas do que desejo.
Amor que provocas ilusão,
Mas nos momentos de solidão.
Só vejo...
Uma Profunda desolação.

Joel Gonçalves

Sentimento...

Quando a gente sente demais
Ama demais
Sofre demais
Sente saudade demais
Os olhos
A pele
As expressões
Tudo denuncia
Não dá pra esconder
Quando o coração
Cai em prantos.

Cristiana de Barcellos Passinato

Sentir saudade é ter a ausência sempre do seu lado. É mudar radicalmente a rotina, comer mais salada e menos sorvete, frequentar lugares esquisitos, ter dias mais compridos, ter tempo para os amigos, para o vizinho e para a iguana do vizinho. A saudade é a inconfortável expectativa de um reencontro.

Às vezes a saudade é tão grande que nem é mais um sentimento. A gente é saudade. É viver para encontrar o olhar da pessoa em cada improvável esquina, confundir cabelos, bocas e perfumes, sorrir com os lábios tendo o coração sufocado. Porque mesmo a saudade sendo feita para doer, às vezes percebemos que ela é o meio mais eficaz de enxergar o quanto amamos alguém, no passado ou no presente.

Gabito Nunes - CarasComoEu.com.br

" Quem pensa que a distância faz esquecer, esquece que a saudade faz lembrar."

Michel Telles

“Às vezes eu pressinto e é como uma saudade de um tempo que ainda não passou. Me traz o seu sossego, atrasa o meu relógio, acalma a minha pressa, me dá a sua palavra. Sussurra em meu ouvido só o que me interessa.”

Lenine

E por falar em saudade...

Se há saudade,
É porque houve alegria.
Se há nostalgia,
É porque existiu felicidade...
Se há o que lembrar,
É porque houve o que viver...
E o que se vive: seja bom ou ruim!!!!
Fica eternizado nos sons, perfumes e sorrisos...
Nas lágrimas, nos gostos, no toque...
No olhar, na vista pra o mar...
Na terra, na serra....
Tudo lembra, tudo chama,
Tudo traz de volta...

Viviane Dick

Ah Bahia, que bom te rever
Andei com saudade de você
Senti falta da sua alegria
Da sua magia
Do seu carnaval
Cadê o trio elétrico?
Me leva pra lá
Quero ver Armandinho, Dodô e Osmar
Que bom estar aqui de novo
Sentir a alegria do seu povo
Poder te abraçar por um só momento
E cantar a canção que eu fiz
Como forma de agradecimento
Salvador, meu amor
Toda história que eu conto você está
Todo álbum meu tem foto sua
Lembro dos nossos beijos em plena rua
Tomara que passe logo o ano inteiro
Chegue logo fevereiro
Pra gente se reencontrar.

Saulo Fernandes

Porque a saudade só vem depois do amor?

Seria melhor perguntar ao vento porque ele sempre se dobra em cada curva, mas o vento às vezes sopra longe daqui, esperar o vento é mesmo quem espera o amor que se foi. Nosso amor está perto, porém longe do coração, mas distante se nem distante se encontra esse amor, a saudade se prepara para atacar. A sobra dos sabores do amor é que atrai a saudade, vem como um animal sorrateiro, que nem cheiro vem sentir, como a essência do perfume que sobrou de ti. Tivera uma amostra, dessa tua virtude, com tudo que me prepara, entretanto preparado não está o coração, como se fossem anjos sem asas em resistir. O amor se nos dá asas não sei, mas o sereno da madrugada se mostra como sem tempo, em tempo, com tempo á resistir.
Como seria saudade depois de ti? Não me deste tempo para me acostumar, mas sempre o tempo vem como de costume, sem amor pra recordar. Se a saudade me faz chorar ao perceber que estou sem você aqui, quem dera essa saudade não viesse existir, futuro do amor com saudade, tem vontade de sumir. Sem conseguir tirar-te do coração, me sinto tão só, restando somente adentrar nesse mar, mas o rio dos sonhos vai desaguar em sua fonte de amor me afogar. Pena seria fazer tudo voltar ao começo, pois teria que sofrer outra vez, não tem coisa pior que sentir as coisas serem duas, com desejo de se repetir o que não serviu. Sinto-me preso entre as loucuras do que sem querer viesses aflorar, pois liberta-me do que só você saberia como me liberar, coração preso somente sabe sofrer enquanto, não sara, se é que sara.
Se somente amar e amar me viria livre desse dissabor, também sonharia com o mais completo amor, amar sem pudor, porque a saudade só vem depois do amor?*
Acredito que ela seja a metade escondida, a forma de dizer que nem tudo acabou, que nem tudo foi em vão e ainda a restos de amor. Talvez seja por isso, que ao acabarmos, ela com um tom suave, com uma fala mansa, vem desacorrentar o adeus, as palavras sórdidas ditas de cabeça quente, o lugar vazio na mesa, trazendo o sabor da sobremesa que antes insípida.
A saudade renova sua face, tira a palidez sem cerimônias. A saudade é uma forma de lembrar de fatos congelados e registrados na mente, em fusão disso faz você lembrar de um passado, que por sinal ainda não está totalmente esgotado na sua vida, na sua intimidade e na sua rotina.
Não que a saudade só venha depois do amor, é que antes não havia espaço pra ela, o ambiente era rodeada de cumplicidade, e atenções eram dadas para outros casos. Não que a dor só venha depois do amor, é que por achar que tudo foi em vão, você chega a desacreditar no amor, chega a trapacear seu coração, com isso acumulo de lembranças te perturba, tira o sono e transita como sombra em tua morada. Não é que a lamentação só vem depois do amor, é que antes não sobrava tempo para lamentar, mesmo com a falta de apetite, a barriga apenas sentia um frio, que alimentava e que a enganava. Não é que tudo vem só depois do amor, é que após você acordar pra vida, passara a observar, a verdadeira face de um ângulo diferente, sentiras o vento de um jeito indiferente, pelo simples fato de trazer o odor de um perfume, ouviras a música e acharas sem rima, e ao mesmo sem a proeza, também choraras ao ouvi-la desesperadamente, e perguntaras a si por que isso só acontece com você, achando que o outro só porque tem uma vida diferente da sua é sinal que esteja feliz, e quanto você morrendo aos poucos. Então, se tudo vem depois do amor é por culpa sua, por se entregar e amar primeiro o outro, por dedicar sua vida a ele, e em procedência disso as conseqüências acabam tomando o lugar dele, acabam revelando segredos privados, de um gosto amargo. Não que o que te contem pode ser contido, o amor quando chega é como um furacão, e torna-se o personagem principal, e você de uma só vez leva todos pra assistir o espetáculo, come pipoca, sorrir, se emociona, se assusta, se acovarda, se impressiona e em suspense te assusta, e quando menos se espera, a peça acabou, e você era apenas um espectador cheio de expectativas e sonhos dissolvidos após ligarem à luz, contudo tudo acaba se desfazendo e aparecendo nitidamente depois do amor.

paulo Master e Fernanda Viana

E continuo. Apesar da saudade. Apesar de me sentir pela metade. Continuo porque é o que resta.
Aprendi que se a gente não levar a vida, ela nos leva de qualquer jeito.

Caio F.

Se saudade fosse descrista, jamais poderia ser sentida,porque descrever uma emoção seria como cego ver um clarão,o surdo ouvir uma canção, o coxo andar pelo chão, e eu descrever a saudade que sinto no coração,daqueles amigos que iriam sem ao menos voltar, e da aqueles que estão perto e posso conversar... reencontra os amigos

Vinicius vighini

"Se minha saudade te gritar e meus olhos não te vêem, em meus pensamentos estarás, para assim eu poder dizer que sinto a tua falta..."

Erika Mohaine

O grito do faisão -
Que saudade imensa
De meu pai e minha mãe.

Matsuo Bashô

travesso gato
com saudade do dono
mija no sapato

Carlos Seabra

Um depois do outro
Chegam os cartões de Natal
- Saudade dos amigos.

Mary Leiko Fukai Terada

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Pablo Neruda

A Alegria na Tristeza

O título desse texto na verdade não é meu, e sim de um poema do uruguaio Mario Benedetti. No original, chama-se "Alegría de la tristeza" e está no livro "La vida ese paréntesis" que, até onde sei, permanece inédito no Brasil.

O poema diz que a gente pode entristecer-se por vários motivos ou por nenhum motivo aparente, a tristeza pode ser por nós mesmos ou pelas dores do mundo, pode advir de uma palavra ou de um gesto, mas que ela sempre aparece e devemos nos aprontar para recebê-la, porque existe uma alegria inesperada na tristeza, que vem do fato de ainda conseguirmos senti-la.

Pode parecer confuso mas é um alento. Olhe para o lado: estamos vivendo numa era em que pessoas matam em briga de trânsito, matam por um boné, matam para se divertir. Além disso, as pessoas estão sem dinheiro. Quem tem emprego, segura. Quem não tem, procura. Os que possuem um amor desconfiam até da própria sombra, já que há muita oferta de sexo no mercado. E a gente corre pra caramba, é escravo do relógio, não consegue mais ficar deitado numa rede, lendo um livro, ouvindo música. Há tanta coisa pra fazer que resta pouco tempo pra sentir.

Por isso, qualquer sentimento é bem-vindo, mesmo que não seja uma euforia, um gozo, um entusiasmo, mesmo que seja uma melancolia. Sentir é um verbo que se conjuga para dentro, ao contrário do fazer, que é conjugado pra fora.

Sentir alimenta, sentir ensina, sentir aquieta. Fazer é muito barulhento.

Sentir é um retiro, fazer é uma festa. O sentir não pode ser escutado, apenas auscultado. Sentir e fazer, ambos são necessários, mas só o fazer rende grana, contatos, diplomas, convites, aquisições. Até parece que sentir não serve para subir na vida.

Uma pessoa triste é evitada. Não cabe no mundo da propaganda dos cremes dentais, dos pagodes, dos carnavais. Tristeza parece praga, lepra, doença contagiosa, um estacionamento proibido. Ok, tristeza não faz realmente bem pra saúde, mas a introspecção é um recuo providencial, pois é quando silenciamos que melhor conversamos com nossos botões. E dessa conversa sai luz, lições, sinais, e a tristeza acaba saindo também, dando espaço para uma alegria nova e revitalizada. Triste é não sentir nada.

Martha Medeiros

MANIA DE EXPLICAÇÃO

Era uma menina que gostava de inventar uma explicação para cada coisa.

Explicação é uma frase que se acha mais importante do que a palavra.
As pessoas até se irritavam, irritação é um alarme de carro que dispara bem no meio de seu peito, com aquela menina explicando o tempo todo o que a população inteira já sabia. Quando ela se dava conta, todo mundo tinha ido embora. Então ela ficava lá, explicando, sozinha.
Solidão é uma ilha com saudade de barco.
Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança pra acontecer de novo e não consegue.
Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo.
Autorização é quando a coisa é tão importante que só dizer "eu deixo" é pouco.
Pouco é menos da metade.
Muito é quando os dedos da mão não são suficientes.
Desespero são dez milhões de fogareiros acesos dentro de sua cabeça.
Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.
Agonia é quando o maestro de você se perde completamente. Preocupação é uma cola que não deixa o que não aconteceu ainda sair de seu pensamento.
Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.
Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára.
Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.
Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.
Renúncia é um não que não queria ser ele.
Sucesso é quando você faz o que sempre fez só que todo mundo percebe.
Vaidade é um espelho onisciente, onipotente e onipresente. Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.
Orgulho é uma guarita entre você e o da frente.
Ansiedade é quando faltam cinco minutos sempre para o que quer que seja.
Indiferença é quando os minutos não se interessam por nada especialmente.
Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.
Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.
Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.
Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.
Alegria é um bloco de Carnaval que não liga se não é fevereiro.
Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.
Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.
Decepção é quando você risca em algo ou em alguém um xis preto ou vermelho.
Desilusão é quando anoitece em você contra a vontade do dia.
Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente, mas, geralmente, não podia.
Perdão é quando o Natal acontece em maio, por exemplo.
Desculpa é uma frase que pretende ser um beijo.
Excitação é quando os beijos estão desatinados pra sair de sua boca depressa.
Desatino é um desataque de prudência.
Prudência é um buraco de fechadura na porta do tempo.
Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.
Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato.
Emoção é um tango que ainda não foi feito.
Ainda é quando a vontade está no meio do caminho.
Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.
Desejo é uma boca com sede.
Paixão é quando apesar da placa "perigo" o desejo vai e entra.
Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado. Não. Amor é um exagero... Também não. É um desadoro... Uma batelada? Um enxame, um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego? Talvez porque não tivesse sentido, talvez porque não houvesse explicação, esse negócio de amor ela não sabia explicar, a menina.

Adriana Falcão

Não importa se você está perto ou longe, o que importa é que você existe para que eu possa sentir sua falta.

Desconhecido

Hoje me bateu uma saudade enorme de você...

Lembrei-me do seu rosto,
dos seus olhos,
da sua voz,
dos seus carinhos...

A saudade foi apertando cada vez mais,
e quanto mais lembrava de você,
mais vontade eu tinha de te ver...

Tentei pensar um jeito de te encontrar,
mas todas as idéias que me vinham,
não eram possíveis para hoje...

Pensei então
numa maneira de chegar até você
este grito de saudade.

Estas flores
é para te dizer do meu sentimento...

Sabe o que sinto por você ?

AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR AMOR

Assim, bem exagerado!

denyse matheus