2 meses de Namoro

Cerca de 870 frases e pensamentos: 2 meses de Namoro

Amor não significa propaganda, amor não é ver um pedido de namoro estampado em um avião, amor não é gritar eu te amo do prédio mais alto da cidade, não é levar seu nome em um cartaz no pico do Everest, o amor é provado diariamente, em um simples bom dia meu amor, boa noite meu bem, ou uma ligação inesperada no meio da noite pra dizer a penas que o ama, amor é se preocupar, se doar, é entender, é corrigir quando preciso, amor é ser cobertor na hora do frio, o abraço na hora da angustia, é a palavra certa na hora da tristeza, amor são os detalhes! Não seja bobo pensando que para alguém te amar ele terá que invadir um programa de televisão e gritar que ama você, dê valor aos detalhes, pois são eles que fazem a diferença, dê valor, antes que seja tarde.

Gustavo Aschar

Pense muito bem antes de trocar uma amizade por um namoro. Lembre-se que sem namorada você é solteiro, mas sem amigos você é sozinho...

Flávia Luciana Oliveira

Quando um relacionamento termina (com os dois concordando com o término do namoro) eles devem ser amigos sim,mas ele tem que evitar abrançar mto e etc,se não a atual vai ficar com ciumes,e ela vai ter razão em agir assim...

Suellyn Mendes

Hoje sonhei com você. Você me pedia em namoro ou algo do tipo, e foi uma noite horrível, um sono pesado... Não porque eu acordei, percebi que era apenas um sonho e blás, mas porque já faz um tempo que a nossa história de amor virou terror, e a única coisa que eu peço todos os dias é que acabe logo, é que as luzes do cinema acendam, é que meu pai me acorde porque já é hora de levantar, ou outras coisas, e eu possa sair tranquila, sem interferências disso na minha vida. Por mais que existam alguns sonhos que você lembra depois que acorda, um dia você esquece... Um dia eu esqueço você!

Julianna Galvão

Antes de se cazar tente conhecer a face oculta de seu parceiro no namoro os defeito sao escondido depois do casamento eles vem a tona como um vulcao em erupçao.

Nk e geuzi

E Quando o Amor Acaba
De repente, o que era luz se faz sombra. A época do namoro, as delicadezas e olhares apaixonados dão lugar à amargura, à aridez dos dias. E muita gente afirma: O amor acabou! Uma sentença que cai pesada sobre os ombros de quem ouve. O fim do amor talvez seja a mais triste notícia para um ser humano. Afinal, o amor move o mundo e enche a vida de alegria. Mas será que o amor acaba? Afinal, é um sentimento tão forte que ultrapassa a barreira dos relacionamentos pessoais e desagua nas relações sociais. Onde há um grupamento humano, há a necessidade de amor. Amor de pais, de filhos, de amigos. Amor entre um homem e uma mulher. Que importa de que tipo é o amor? Basta que ele exista para que seu perfume imediatamente transforme os ambientes, ilumine os olhos, torne o ar mais leve. E se é tão essencial o amor, por que o deixamos acabar? Por que permitimos que ele se amesquinhe e seja sufocado? É que nem sempre sabemos priorizar o que realmente é importante. Nem sempre sabemos cuidar das pessoas que mais amamos. Por vezes tratamos mal justamente aqueles a quem mais queremos bem. São nossos pais, irmãos, esposos e filhos... Eles deveriam ser nossa prioridade, mas parecem estar sempre em último lugar. Para eles, deveríamos guardar os gestos de delicadeza, os afagos, as palavras gentis. Pior ainda é quando permitimos que os abismos e silêncios aconteçam em nossa casa. É como um câncer, que começa devagarzinho, vai se instalando e se torna incontrolável. E tudo começa porque deixamos de conversar, de trocar experiências, de compartilhar o espaço que chamamos lar. E assim vamos nos afastando dos seres amados. E ainda há a negligência. Deixamos de falar, de sorrir, de dar atenção aos de casa. Concentrados em pessoas com as quais temos contato meramente social, aos poucos substituímos o grupo familiar pelos amigos, colegas de trabalho e até por gente que acabamos de conhecer. Assim vamos deixando a vida seguir. De repente, quando percebemos, o tempo passou, os filhos estão adultos, os irmãos casaram, os pais morreram. Ou estão idosos demais sequer para ter uma conversa divertida num fim de tarde. O trem da vida seguiu e nós o vimos passar. É quando chega o arrependimento, a saudade, a vontade de ficar junto mais um pouco. Nem sempre é preciso esperar: alguém que morre repentinamente, um acidente, uma doença inesperada. E percebemos, então, que desperdiçamos o tempo que estivemos ao lado daquela pessoa especial; daquele filho divertido; daquela mãe dedicada; daquele pai amoroso; daquele companheiro que estava bem ao lado, caminhando junto. Não. O amor não morre. Nós o deixamos murchar, apagar-se. É nosso desleixo, desatenção e preguiça que sufocam o amor. Mas basta regar com cuidado, sorrisos e carinho, para que ele reviva. Como planta ressequida, o amor bebe as palavras que lhe dirigimos e se reergue. O amor não morre nunca. Mesmo que acreditemos que ele está morto e enterrado, que desapareceu, ele apenas aguarda que um gesto de amor o faça reviver. Experimente! Olhe para as pessoas de sua família, para o seu amor, e lembre-se das belas coisas que viveram. Não deixe que as más lembranças o contaminem. Focalize toda a sua atenção nos momentos mais felizes. Abrace, afague, sorria junto, diga o quanto os ama. E se, de repente, seu coração acelerar, seus olhos ficarem úmidos e uma indescritível sensação de felicidade tomar conta de você, não tenha dúvida: são os efeitos contagiantes e deliciosos do amor.

Verônica Rocha

Namoro = Colecionamento de decepções, tristezas, traições, votos quebrados, palavras ao vento, declarações falsas e etc.

Corte = Colecionamento de alegrias, risos, amizades, famílias, diversão, felicidades, superações e etc.

Wallber Pinheiro

Todo mundo sempre diz que é fácil se terminar um namoro. Sim entre aspas. Você termina um namoro e um dia depois ouve na rua, no mercado, na televisão, em redes sociais, somente o nome dessa pessoa, a música de vocês começa a tocar, uma simples palavra que os defeniam começa a “surgir das cinzas”, parece até que é a vida querendo retribuir algo para nós, sim até que ela quer, por tantas as vezes que olhamos com cara feia para ela, ela nos retribui da mesma forma. Não sabia que existiam tantas pessoas com o mesmo nome que o dele, muito menos que a nossa música era tão comum, não percebia nada disso, até que o precisei perder, para poder ver que ele é somente um no meio de muitos, é somente mais um, que assim como outros, também será esquecido até por que ficar pensando que tudo ficará ruim não é a melhor solução, pois se pensar que ficará tudo ruim, ficará ruim mesmo…

Evellyn F. Lima

Todas as complicações e os traumas daqueles horríveis meses de namoro foram multiplicados pelos dramas de David – o cara por quem me apaixonei enquanto estava terminando meu namoro. Eu disse que me “apaixonei” por David? O que quero dizer, na verdade, é que saí do meu namoro e mergulhei nos braços de David da mesma forma que um artista de circo de desenho animado mergulha de uma plataforma altíssima dentro de um pequeno copo d’água, desaparecendo por completo. Eu me agarrei a David para fugir do meu namoro como se ele fosse o último helicóptero saindo de cidade. Depositei nele toda a minha esperança de salvação e de felicidade. E, sim, eu o amei. Mas, se eu conseguisse pensar em uma palavra mais forte do que “desesperadamente” para descrever o modo como amei David, usaria essa palavra aqui, e um amor desesperado é sempre o tipo mais difícil de amor.

UmaPandaBaixinha

Me sentia estranha. Terminei meu namoro de 1(um) ano, Charlie meu namorado era perfeito, mas eu não, ele me achava quieta demais e estranha a ponto de ser anormal. Sofri demais, eu achava meus pais intolerantes, não aceitava a minha maneira de pensar, aliás não só eles mas a maioria das pessoas. Há dois meses atrás tive um briga "Pesadíssima" com eles. Meus pais me chamaram para conversar em um exato horário, esperei o dia passar, estava com um frio na barriga, afinal o que meus pais queriam ? Aumentar a minha mesada ? " Rsrsrs". Enfim chegou o horário, o ponteiro marcava exatamente 21:39. Fui até a sala, lá estavam eles com um ar meio que transtornados, primeiramente, papai me perguntou se eu estava bem. Estranhei. Logo em seguida mamãe me vem com um estória, me perguntou se eu estava usando substâncias químicas (Drogas), e me ofereceu tratamentos psiquiátricos. Naquele momento não enxerguei mais nada. Empurrei eles dois, e mandei eles f**** . Surtei. Sai correndo para a suíte, me tranquei, eles chocados com a minha atitude entraram em prantos inconsoláveis me chamavam batendo na porta. Eu no lado de dentro da Suíte, peguei aquelas lâminas de barbear, esqueci a marca. Eu as peguei e comecei a me auto mutilar, fazia muitos cortes sobre a minha pele, o sangue respingava sobre o carpete cinza, até que decidi avançar, peguei 5(cinco) lâminas de uma vez e passei sobre seu pulso direito, foi o fim, pelo menos era o que parecia, após cortar o meu pulso, fiquei super fraca. Aos poucos minha vida era retratada em pequenos filmes, lembrei de um fato do dia do dia que eu meus pais estávamos no parque, eu caí da Bicicleta e bati a cabeça, meu pai tirou a camisa estacou o meu sangue e meu levou ao médico, lembrei do dia do meu primeiro beijo, atrás do Colégio, rrsrsrs. Aos poucos recordei a minha infância. Mas parecia tarde demais, perdi os sentidos. Acordo e vejo uma luz forte sobre meu rosto uma mulher conversava atentamente comigo ela dizia o seguinte : " O mundo é fácil de entender, ninguém tem o direito de julgar ninguém pela forma de pensar ou agir, você faz da sua mente um cofre que priva o afloramento dos seus conhecimentos e da sua sabedoria. Experimente abrir a sua mente, e verá que tudo era mais natural do que você pensava. Sorria para a vida e liberte seus sentimentos. Você pode voltar estão todos à sua espera" a Moça com a aparência serena se foi em um fecho de luz. Finalmente acordei, as palavras daquela moça ainda soavam sobre meu coração. Meu pais me abraçaram, não me contive e chorei. Meus braços estavam enfaixados devido aos cortes. Mas enfim pediu desculpas aos meus pais, e vi que todas as minhas atitudes de garotas rebelde, eram imaturas, sem nexo. Mas com um único significado, minha alma pedia liberdade, descobri a minha essência à partir de quando revi meus conceitos, princípios e o meu passado. Não faço questão da compreensão dos meus pensamentos, faço questão de agradecer a Deus por ter todos ao meu lado.

Além de um amigo

Não fique triste por que terminou um namoro, fique feliz por que se você terminou algo muito melhor você terá.''

Deborah Rossony

Términos de namoro são tão clichês, não são? Um não quer falar com o outro, e se possível se afastar o máximo para que nem criem laços de amizade. Isso é tão medíocre, uma atitude tão infantil da parte das pessoas. Cara, sentimentos ainda continuam, não é porque o namoro acabou que não haja amizade. Sabe a chuva? Quando ela vem e a terra fica molhada, e no outro dia aquele sol escaldante a seca… Então, a chuva não se foi, ela apenas se escondeu de baixo da terra, mas ela continua ali. São como os sentimentos, eles nunca se vão, estão sempre ali guardados; pra sempre.

Fernando Rocha - Pequeno Adão

A confiança é a base de qualquer sentimento seja ele: amizade, família, namoro, casamento. Não importa qual for, se houver confiança haverá paz.

Matheus Zucco

"Se ele não consegue te honrar no namoro, que é quando ele está no melhor comportamento dele, o que você espera do casamento?"

Mark Driscoll

Termino do namoro para ele

”É, eu acho que ela ainda não parou pra ver o meu lado das coisas, eu até a entendo, é bem difícil pra uma menina ser trocada, mas o meu lado também não é tão bom assim, eu também fico triste, é muito doloroso quando eu digo que não da mais certo e vejo os olhos dela cheios de lagrimas, da vontade de abraça-la, de proteger ela pra sempre, mas eu não faço isso, por algum motivo eu não faço isso, ai eu vou embora e vejo que ela fica chorando, fico uns dias sem vê-la, mas ai quando encontro com ela na rua percebo que nada está bem,nem comigo e nem com ela, ela toma um susto e aquela expressão de dor toma a sua linda face, eu tento desfaçar a vontade de dizer que foi engano que eu ainda a quero de volta, é eu sei desfaçar bem, agora o olhar dela é de raiva, eu não quero machuca-la, eu sou um cara complicado, eu não me controlo quando saio sozinho e acabo ficando com outras, eu me magoou e ainda mais a ela, então eu acho que eu a amo tanto que não quero que ela sofra cada vez que eu pizar na bola, ela não sabe disso e nunca vai saber”

Susy Mendes

Termino do namoro para ela

”É, tá muito difícil,as vezes eu penso será que ele não fica triste em saber que eu to sofrendo, doeu tanto quando ele disse que não dava mais pra gente ficar juntos, saber que ele me trocou por outra,que fico sem reação a unica coisa que eu faço é chorar, e é pior ainda quando ele nem vem se explicar,ele da as costas e sai, e nesses dias que seguem eu não o vejo mais a dor continua a mesma, e chega o tão não desejado dia, revê-lo na rua, ele mal olha nos meus olhos, ele ta estranho mais ainda tem a mesma seriedade de sempre,eu queria que ele viesse até mim, dizer que aquilo foi loucura que ale ainda me quer, eu quero abraça-lo, mas eu não posso, não depois de sair sem me dar explicações, sem me dizer por que não me ama mais, se é que algum dia existiu amor,mas mesmo depois de tudo, eu ainda o amo, e não é pouco, mas pena que não se pode amar por dois.”

Susy Mendes

No namoro, navegava pela internet em sites para comprar lingerie...
hoje após 10 anos juntos, procuro por suporte de vassouras.

Douglas Tybel